Hoje é:

  Blogue diário Notícias do Pedal,tudo sobre bicicletas em: revistanoticiasdopedal.blogspot.pt -»  Clique...
 

Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
 
 
 
Triatlo
 
 

“Europeus: Maria Tomé foi a melhor portuguesa em Munique”
Jovem lusa acabou em 11.º. Melanie Santos (24.ª) e Helena Carvalho (41.ª) foram vítimas de queda

Por: Lusa
Foto:
EPA
Maria Tomé foi a melhor portuguesa nos Europeus de triatlo, classificando-se em 11.ª na prova multidesportos de Munique, enquanto a olímpica Melanie Santos, vítima de uma queda, se ficou pela 24.ª posição.
A britânia Non Stanford sagrou-se campeã da Europa em 1:52.10 horas, deixando a prata para a alemã Laura Lindemann, a 9 segundos, e o bronze para a francesa Emma Lombardi, a 12.
Maria Tomé, com o seu melhor desempenho internacional, chegou a 1.37 minutos de Stanford, Melanie, afetada por uma queda, a 5.30 e, Helena Carvalho, igualmente lesionada no acidente que envolveu várias atletas no ciclismo, foi 41.ª, a 16.34.
A olímpica Melanie, 22.ª em Tóquio'2020, até começou bem nos 1.500 metros de natação, sempre no grupo da frente das 59 participantes, saindo da água aos 23.03 minutos, a quatro segundos da líder, a alemã Laura Lindemann.
Helena Carvalho era 15.ª, a 17 segundos, enquanto a pequena Maria Tomé, menos confortável nos contactos na água, saiu mais atrás, em 36.ª, a 47 segundos.
Formou-se um grupo de 13 ciclistas no início dos 40 quilómetros de ciclismo, que incluía Melanie Santos, vítima da queda de uma rival, indo ao solo no fim da primeira volta, segundos antes de acontecer o mesmo a Helena Carvalho, que inclusivamente ficou com a bicicleta presa no gradeamento que protege o circuito.
Melanie caiu para um segundo grupo, de 20 elementos, reforçado com Maria Tomé, e que no fim dessa volta, a terceira, perto dos oito quilómetros, perdia 26 segundos para as oito da frente, diferença que ainda aumentou quase 10 segundos, mas que entretanto se esbateu e na transição para os 10 quilómetros de corrida os grupos fundiram-se.
As lusas rolavam no fim do seu pelotão e Maria Tomé passou em 19.ª, a 11 segundos da frente, enquanto Melanie Santos, já a exibir algum desconforto, perdia agora terreno, sendo 26.ª a 26 segundos: Helena Carvalho, claramente em dificuldades físicas, persistiu no esforço de terminar a prova e seguia mais para trás.
A corrida foi confirmando a tendência para Melanie e Helena, enquanto Maria Tomé foi galgando posições, falhando por pouco o top-10.
Fonte: Record on-line

 
  Estatuto Editorial | Ficha Técnica | Apresentação | Galeria Multimédia | Contactos
Revista Notícias do Pedal

 

Copyright © 1999 a 2022 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1347x533