Estatuto Editorial  ●  Ficha Técnica  ●  Links  ●  Calendários  ●  Galeria Multimédia  ●  Contactos


Editorial


Por: José Morais (director)

A edição 259 de março, está a partir de hoje on-line, trazemos até vós novamente mais de 60 paginas, o que para nós é uma forma de satisfazer os nossos leitores.

Nesta edição, quero dedicar este espaço mensal a algo que nos últimos tempos tem marcados os ciclistas, ou seja, o atropelamento dos mesmo. Muitos são os acidentes que não chegam á comunicação social, pequenos acidentes sem grande gravidade felizmente, mas que o poderiam ter, infelizmente apenas vão chegando os mais graves, os que provocam mortes, este mês foi trágico, primeiro, por um condutor em fuga, sem estar habilitado a conduzir, após uma fuga a uma operação da GNR, mata um ciclista que infelizmente estava no local errado naquela hora, um condutor reincidente, com pena e em liberdade, depois a perda de um grande atleta, o Rui Soeiro, tinha 40 anos, actualmente treinador olímpico, foi ceifado mortalmente por um automobilista sem escrúpulos.

As recentes alterações ao código da estrada até agora em nada tem beneficiado os ciclistas, os mesmo continuam a ter acidentes e a morrer nas nossas estradas, sem que nada seja feito, e pergunto, que será necessário fazer para dar segurança a quem pedala nas estradas de Portugal. É certo de que muitos são os ciclistas que não respeitam, mas nesses casos e quando surgir um acidente, a culpa é totalmente deles, mas os que respeitam, os que pedalam em segurança, não podem ser rotulados e metidos no mesmo saco, nem sofre a violência na estrada como se tem assistido ultimamente. Mas se os automobilistas ainda não começaram a ser penalizados por desrespeito na estrada, ultrapassando ciclistas em sitio altamente perigosos, muitas vezes a irem para a faixa contrária, e não colocando apenas o ciclista em perigo, mas como os outros veículos que seguem em sentido contrário, e onde as forças de segurança não actuam, mas...se o automobilista deve ser punido quando transgride, o ciclista também deve ser penalizado quando o faz, como até o peão, a lei assim o permite, e mais uma vez faço referencia de que mesmo sendo ciclista e andar de bicicleta, se transgredir, e possuir carta de condução, o mesmo é penalizado podendo ficar sem carta e até acumular pontos.

Penso que temos de pensar e reflectir no assunto com a máxima brevidade, e se, se tiver de tomar medidas que sejam tomada, e uma manifestação a nível nacional de ciclistas seria importante, e urgente fazer, porque o ciclista merece acima de tudo, pela fragilidade que possui em relação ao automóvel.

Votos de bons passeios, boas pedaladas.


 

Revista Notícias do Pedal


Estatuto Editorial  ●  Ficha Técnica  ●  Links  ●  Calendários  ●  Galeria Multimédia  ●  Contactos

Copyright © 2017 - ® Revista Notícias do Pedal - Todos os Direitos Reservados
Este site está optimizado para ser visualizado em 1598x690